São Paulo, 18 de Abril de 2019.

"Dinheiro é uma coisa muito útil de se ter. Na verdade, quanto mais você ganha, menos parece que você toca." (Charlie Watts, Rolling Stones)
lll Agenda de Shows
lll Agenda de Shows Cover
lll Álbum de Fotos
lll Baladas Rock 'n Roll
lll Banda da Semana
lll Bandas
lll Bandas Independentes
lll Casas de Shows
lll Colaboradores
lll Colunas & Artigos
lll Direto da Redação
lll Discografia
lll Entrevistas
lll Fale Conosco
lll Lançamentos
lll Letras de músicas
lll Livros
lll MEU ROCK IN SAMPA
lll Meus Dados
lll Promoções
lll Rádios Rock de SP
lll Reviews CD's
lll Reviews Shows




ASSINE ROCK IN SAMPA




lll Login..............

Email:

Senha:



Ache e compre seu CD aqui:



Bandas / Artistas





Anthrax, por Marcelo Pinto

A banda passou por mudanças na formação: saíram Kenny e Dave, entrando Paul Kahn e Gregg D'Angelo em seus lugares respectivamente. No início de 83 gravaram uma demo que continha Across the River, Howling Furies e Panic entre outras. Foi nessa época que o Metallica se mudou para Nova York e, como não tinham nem um tostão, o Anthrax ajudou-os a comprar um microondas e uma geladeira!!!

Ainda neste ano, gravaram outra demo, agora com Charlie Benante na bateria. Essa demo chamou a atenção de uma gravadora que estava surgindo, a Megaforce Records. Danny Spitz (ex - Overkill) juntou-se à banda, no lugar de Danny Lilker, que assume o baixo no lugar de Paul Kahn (que deixa a banda). Saem em tour com o Metallica e o Raven.

Em 84 gravam o primeiro LP Fistful of Metal. Ocorrem mais mudanças: Danny Lilker é trocado por Frank Bello (na época, roadie da banda). Joey Belladonna é recrutado para os vocais e, em 1985, gravam um EP: Armed and Dangerous, que garante um contrato com a Island Records.

Scott Ian forma uma banda paralela, o Stormtroopers of Death ou simplesmente S.O.D., como ficou conhecida. É no ano seguinte que sai Spreading the Disease, 2º LP do Anthrax, pela nova gravadora. A música e o clip de Mad House chegaram a ser praticamente proibidos na Europa por mostrar a banda pulando feito loucos (se divertindo). Como se isso pudesse afetar a sanidade mental das pessoas consideradas normais. O LP vendeu mais de 100 mil cópias só nos Estados Unidos.

Em 1987 sai o 3º álbum, Among the Living (dedicado a Cliff Burton do Metallica). Nesse LP está a música I am the Law, baseada no personagem de quadrinhos preferido da banda, o Juiz Dredd (foi feito um fime recentemente, com Stalone no papel do Juiz Dredd). Ainda neste ano eles tocam no Donington's Monsters of Rock. Em 1988 sai um vídeo ao vivo, o N.F.V. (Oedivnikufesin), e também o 4º LP State of Euphoria.

Persistence of Time, o quinto LP, sai em 1990, mantendo o mesmo peso dos anteriores, porém meio sem graça segundo a crítica. Em 91 é lançado Attack of the Killer B's, na verdade, um EP com os lados B de singles, e também Bring the Noise, gravado com o Public Enemy. Depois disso assinam um contrato com a Elektra records, e, para a tristeza de muitos fãs, o vocalista Joey Belladonna é despedido por divergências musicais, em março de 92.

Alguns meses se passaram na busca de um novo vocalista e John Bush é convidado. O novo álbum, Sound of White Noise é lançado um ano após a saída de Joey. O som da banda continua pesado, porém não tão rápido como era costume da banda. Em 93 e 94, tocaram em algumas trilhas (Last Action Hero - O Último Grande Herói, e Airheads - Os Cabeças de Vento).

Em 94 sai o 1º álbum ao vivo: Live the Island Years. Em Março do ano seguinte, Danny Spitz sai da banda e não há um substituto. A guitarra é revesada por Dimebag Darrel (do Pantera), Scott e Paul Crook no álbum Stomp 442. Em 96 a banda faz tour pelos EUA e Europa.

Em 1997 surgem rumores de que a banda vai terminar, o que não acontece. O Anthrax cria a Skism Records, um selo próprio para gravar o próximo álbum. Volume 8 é lançado em fevereiro de 98. Em março saiu também uma coletânea entitulada Moshers (1986 - 1991).

O que ninguém poderia imaginar é que, depois de aproximadamente 15 anos de ter batizado a banda, Scott Ian teria que dar entrevistas sobre o nome escolhido. É que depois dos atentados terroristas a Nova Iorque, todos os jornais divulgaram uma onda de contaminação pela bactéria “Anthrax”, causando alguns transtornos para o grupo.

O Anthrax, entretanto, estava mais vivo e inspirado do que nunca e lançou We’Ve Come For You All, em 2003. Com o reforço de Rob Caggiano nas guitarras, o álbum, que saiu pela Nuclear Blast, foi eleito um dos melhores de toda a carreira do grupo, tanto pelo público quanto pela crítica. A faixa Safe Home ainda ganhou um videoclipe com a participação especial do ator Keanu Reeves, amigo pessoal e grande admirador do Anthrax.

Em 2004 o baixista Frank Bello anunciou sua saída do elenco da banda para integrar o Helmet. Pouco tempo depois o Antrax colocou nas lojas o DVD ao vivo “Music Of Mass Destruction”, trazendo um registro de um show gravado em Chicago, nos Estados Unidos. Algum tempo depois o grupo voltou a chamar a atenção com o disco “The Greater Of Two Evils”. O material reuniu no repertório os principais clássicos da carreira do Anthrax lançados entre 1984 e 1990, contando com os vocais de John Bush, enquanto as versões originais traziam Neil Turbin ou Joey Belladona à frente dos microfones.

A grande novidade na trajetória musical do grupo estava para acontecer em 2005. Depois de um bom tempo longe do elenco da banda, o ex-vocalista Joey Belladonna voltou a assumir os vocais. Com a banda em sua formação clássica chegou às lojas o CD e DVD ao vivo “Alive 2”, reunindo grandes sucessos da carreira do grupo. No mesmo ano o grupo colocou nas lojas pela Century Media o DVD Music of Mass Destruction” reunindo grandes sucessos da carreira, além de cenas de bastidores e faixas bônus.
Fonte: http://territorio.terra.com.br

Envie atualizações sobre Anthrax:
Seu Nome:
Seu Email:
Informação:

Melhor visualizado com Mozilla Firefox > 1.0 ou I.E > 6.0 em 800x600.
RockInSampa.com.br - Todos os direitos reservados. A RockInSampa é uma publicação da Editora e Produtora Virtual.