São Paulo, 16 de Janeiro de 2019.

"Dinheiro é uma coisa muito útil de se ter. Na verdade, quanto mais você ganha, menos parece que você toca." (Charlie Watts, Rolling Stones)
lll Agenda de Shows
lll Agenda de Shows Cover
lll Álbum de Fotos
lll Baladas Rock 'n Roll
lll Banda da Semana
lll Bandas
lll Bandas Independentes
lll Casas de Shows
lll Colaboradores
lll Colunas & Artigos
lll Direto da Redação
lll Discografia
lll Entrevistas
lll Fale Conosco
lll Lançamentos
lll Letras de músicas
lll Livros
lll MEU ROCK IN SAMPA
lll Meus Dados
lll Promoções
lll Rádios Rock de SP
lll Reviews CD's
lll Reviews Shows




ASSINE ROCK IN SAMPA




lll Login..............

Email:

Senha:



Ache e compre seu CD aqui:



:: Colunas & Artigos

"M"TV, por Eduardo Moura


MTV ou não MTV, eis a questão? É fato consumado que na atual conjuntura social, tudo tem um agente da passiva, a culpa sempre recai sobre alguém (a não ser quando se fala de mensalão, mas ai são outros Dirceus). A alienação musical, é uma forma de alienação cultural sim, porém conhecida como gosto musical - a minha mãe não é nada disso que vocês estão pensando - respeito absolutamente todos os gostos, por isso os discuto.
Desde que aprendi a falar (se é que aprendi), vovó já dizia: Política, religião e futebol, meu netinho, não se discutem. Velha mentirosa. Sempre discuti o que eu quiser, pois é isso que faz uma conversa render (mesmo que ela renda uma
discussão, renda uns tapas, uns tiros e por ai vai). Baseado nessa teoria e no fato do Rock n' Roll em certos aspectos (como por exemplo no aspecto literário) se comparar a "politicagem" da política, as divergências do futebol, e ao fervorosismo da religião, cumpro minha promessa de semana passada. MTV.
Para falar sobre posers e trues no último post, tive que pesquisar bastante no orkut (o maior catálogo do mundo depois da lista telefonica de NY), o que não foi de modo algum sacríficio, já que reconheço ter queda pela tal da internet. Para falar sobre a MTV, tive que assisti-la... Isso sim foi difícil. O lado positivo é que a programação é extremamente repetitiva e reprisada, o lado negativo, foi a programação em si. Ou melhor, a programação a nível de idéias não é das piores (ou é, se comparada à MTV gringa, mas como o disse anteriormente, outros Dirceus...), o ruim mesmo são as estrelas das programações - lê-se "Vjs" (que são uma espécie de apresentador categoria lobinho") e "música" (as aspas falam por si só). Salvo programas tragicômicos como Gordo-Freak-Show, onde se ri da desgraça alheia (assumam, vocês fazem isso todos os dias), e Total Massacration, que é uma versão musical (dessa vez merecidamente sem as aspas), dos Três Patetas (gosto muito deles), o resto da programação é realmente o resto. Também me esqueci propositalmente do Covernation, também é muito bom, algumas linhas abaixo falarei mais dele. Fora esses, a grade varia entre as "músicas" vendáveis e as que um dia o foram. Resumindo, é um saco.
Os tais dos Vjs, tirando algumas poucas exceções, mas bem poucas mesmo, são o estereótipo "cool", mas está mais pra empty. Empty no sentido musical (um deles não conhecia The Darkness, mas se você também não conhece, não se preocupe, aposto como você não trabalha numa emissora de televisão Voltada pra música). Em um programa chamado Disk, no qual teoricamente funciona guiado pelas ligações de telespectadores, o melhor momento é o comercial (ahhh menos quando toca KLB - O Leandrinho é lindooo - Sarcasm mode on). E mesmo assim, é difícil, pois os comerciais não tem sentido, ou melhor, tem, mas são demasiadamente complexos pra mim... Acho, na minha inocência juvenil, que não tem sentido propositalmente, feitos para criar discussões em
torno da falta de conteúdo, ou seja, badulaque polêmico. Já dizia o poeta, badulaque é disfarce de falta de conteúdo.
Por outro lado, é aceitável o método de funcionamento do canal. Primeiro, eles são Music television, e não a Rock Television, eles nunca se comprometeram a só tocar Rock (e quando tocam, não se compremetem a por o lado bom da coisa), isso justifica bastante os clipes de por exemplo: M.I.A., 50 cent, Simple Plan... Depois, Tv é meio de comunicação em massa, e a massa, não me interpretem mal, é poser (lembram do texto da semana passada? Poser número 1), a maior parte do público do canal gosta daquele troço. E finalizando, eu não tenho a MTV2, tenho que me contentar con essa joça mesmo, ela contribui sim, com a alienação musical, mas vê quem quer, e nas horas que quer, e se aceitam um conselho, terças-feiras de 22 às 23, covernation, um programa que se destaca dos demais pelas tiradas inteligentíssimas e sutis sobre música, e pela qualidade da apresentação.
A music de MTV deveria ser escrita entre parenteses, "M"TV - "MUSIC" Television.
ps¹: A demora na atualização desse espaço deu-se a uma pequena falha no meu sistema imunológico - devem estar se perguntando o que tem haver com isso, certo? - Na verdade , nada. O fato interessante nisso tudo, é que estava eu, deitado, semi-moribundante na minha cama, ao lado de uma "pseudo-namorada" (aliás, muito simpática a moça, se me bem entendem), quando ficou tudo escuro e eu vi o outro lado... Eu estava num túnel escuro segurando a mão (eu disse claramente, a mão), dessa moça simpática, e eu via uma luz no final, torcendo para que não fosse um trem, eu ia pra luz mesmo que contra minha vontade.
Nessa luz eu via Bon Scott e Dimebag Darrel, eles olhavam pra mim, olhavam pra moça e gritavam: veeeem, veeeeem... o túnel foi chegando no final, eu fui chegando mais perto, e eles perceberam que só quem estava indo era eu (e não a moça simpática), retomaram a gritaria: vooooolta, vooooolta... e assim acabaram por salvar a minha vida.
ps²: Não citei o fabulosíssimo programa Hermes & Renato, pois ele não é da MTV, é patrimônio da humanidade.

Comente

Melhor visualizado com Mozilla Firefox > 1.0 ou I.E > 6.0 em 800x600.
RockInSampa.com.br - Todos os direitos reservados. A RockInSampa é uma publicação da Editora e Produtora Virtual.