São Paulo, 19 de Março de 2019.

"Dinheiro é uma coisa muito útil de se ter. Na verdade, quanto mais você ganha, menos parece que você toca." (Charlie Watts, Rolling Stones)
lll Agenda de Shows
lll Agenda de Shows Cover
lll Álbum de Fotos
lll Baladas Rock 'n Roll
lll Banda da Semana
lll Bandas
lll Bandas Independentes
lll Casas de Shows
lll Colaboradores
lll Colunas & Artigos
lll Direto da Redação
lll Discografia
lll Entrevistas
lll Fale Conosco
lll Lançamentos
lll Letras de músicas
lll Livros
lll MEU ROCK IN SAMPA
lll Meus Dados
lll Promoções
lll Rádios Rock de SP
lll Reviews CD's
lll Reviews Shows




ASSINE ROCK IN SAMPA




lll Login..............

Email:

Senha:



Ache e compre seu CD aqui:



:: Colunas & Artigos

2005, o ano em que as bandas descobriram o Brasil, por Renato “Palmito” Togawa


O ano de 2005 mostrou que o Brasil está certamente incluído na rota das turnês das grandes bandas internacionais. Muitas desembarcaram aqui pela primeira vez, e maravilhados com a recepção do público brasileiro, já prometeram voltar...
Avril Lavigne, Lenny Kravitz, MC5, Kings of Leon, Weezer, The Strokes, Fantomas... Todos esses artistas tocaram pela primeira vez no Brasil esse ano. Cito ainda, as duas bandas que mais me impressionaram com sua simpatia e carisma em sua primeira vinda: o Pearl Jam e o Slipknot. A primeira, que em seus 15 anos de carreira agregou mais e mais fãs pelo Brasil. O vocalista Eddie Vedder disse que não houve um motivo específico para a banda não tocar antes no Brasil, mas ficou impressionado com um grande (muito grande, por sinal) abaixo-assinado feito pelos fãs brasileiros.
Dito e feito... E lá vai o Pearl Jam iniciar uma turnê pela América do Sul. O resto está na mente dos fãs. Uma semana inesquecível para eles... Eddie Vedder, num português enrolado disse algo como: “Vocês devem estar se perguntando: onde vocês estavam nestes 15 anos? Que porra!”... Ele também agradeceu a vizinhança do estádio do Pacaembu, por deixá-los tocar (visto o problema com a interdição por parte da prefeitura, devido à reclamação da vizinhança sobre o show de uma rádio de São Paulo, que acabou mais tarde que o previsto), prometendo voltar.
Já o Slipknot, teve a honra de dividir o palco com o Sepultura, grande influência para eles (Palavras de Corey Taylor, vocalista da banda). No show, assim como Vedder, Corey afirmou que estava impressionado com o público brasileiro (20 mil pessoas presente na Arena Skol, no Anhembi), e também prometeu voltar logo ao Brasil. Na última música, ele aparece com uma bandeira brasileira, levando a galera ao delírio... No final do show, ele põe a bandeira no chão, e ajoelhado, faz reverências a ela. Exagerado? Talvez. Sincero? Com certeza, muito sincero...
2005 também teve shows de conhecidos do público brasileiro, como Megadeth, Judas Priest, Whitesnake, Scorpions, Nightwish, Nine Inch Nails, Sonic Youth, Buddy Guy, Deep Purple, Iggy Pop, Dream Theater (que tocará nos dias 9 no Rio, 10 e 11 em São Paulo), entre outros... E preparem-se! Em 2006, essa tendência de grandes shows por aqui parece que vai continuar... Já estão confirmados para o ano que vem os shows de Rolling Stones (Janeiro), U2 (Fevereiro), Jamiroquai e Oasis (Ambos em março).
E como todo ano, há também os boatos e especulações... O atual líder dos boatos é o System of a Down, que “vem tocar no Brasil" desde 2002, e até agora nada... Outro grupo muito especulado recentemente é o Franz Ferdinand. Velvet Revolver e Mötley Crüe correm por fora, mas já chamaram a atenção e trouxeram alguns boatos.
Mas vamos torcer, aproveitando que a onda de grandes shows internacionais no Brasil está boa, e que os boatos virem realidade. Depois desse grande ano de shows que foi 2005, não custa nada pensar positivo...

Comente


Dack_Ralter
Faaala "seu Tubo" :)

Mandou bem no seu artigo. Mas gostaria de comentar apenas uma coisa. Que na verdade 2005 seria o "redescobrimento", pois até pouco tempo atrás haverem mais turnês de rock. Sem falar que já houve 3 mega-festivais (Ok... O segundo e o terceiro "Rock In Rio" teve pouca participação de bandas de rock, mas teve... Embora nada barre o primeiro) e era comum todo ano haver "Hollywood Rock", que trazia várias bandas. O que deve ter acontecido para as bancas "esquecerem" o país é que houve uma combinação de fatores, entre eles a instabilidade na economia (afinal trazer uma atração internacional custa caro) e talvez até uma falta de interesses por quem promove os shows.

Agora, espero que essa "fase" continue por muito tempo! :)

Melhor visualizado com Mozilla Firefox > 1.0 ou I.E > 6.0 em 800x600.
RockInSampa.com.br - Todos os direitos reservados. A RockInSampa é uma publicação da Editora e Produtora Virtual.