São Paulo, 16 de Janeiro de 2019.

"Dinheiro é uma coisa muito útil de se ter. Na verdade, quanto mais você ganha, menos parece que você toca." (Charlie Watts, Rolling Stones)
lll Agenda de Shows
lll Agenda de Shows Cover
lll Álbum de Fotos
lll Baladas Rock 'n Roll
lll Banda da Semana
lll Bandas
lll Bandas Independentes
lll Casas de Shows
lll Colaboradores
lll Colunas & Artigos
lll Direto da Redação
lll Discografia
lll Entrevistas
lll Fale Conosco
lll Lançamentos
lll Letras de músicas
lll Livros
lll MEU ROCK IN SAMPA
lll Meus Dados
lll Promoções
lll Rádios Rock de SP
lll Reviews CD's
lll Reviews Shows




ASSINE ROCK IN SAMPA




lll Login..............

Email:

Senha:



Ache e compre seu CD aqui:



:: Colunas & Artigos

Eu, Coverdale e Rob no mesmo lugar!, por Eduardo Moura


Saudações terráqueos! Digo terráqueos pois os que entram aqui pelo menos algum gostinho pela cultura Rock devem ter, diferente dos E.T.s que nos cercam ultimamente. Bom, minha primeira vez por aqui, e a dúvida sobre o assunto era grande. Eu poderia falar da iniciativa crescente de salvar o Rock n' Roll da m*rda atual, poderia falar de um dos melhores shows da minha vida, aliás o último que eu fui, Whitesnake e Judas Priest, ou poderia falar da economia da Albânia. Fiquem tranquilos, Papai Noel estava de férias no Caribe e não quis me atender, tive que escolher falar do show.

Rockinsampa, como o nome já diz, é paulista, e eu carioca. Vale ressaltar isso, pois os Shows internacionais aqui no Rio geralmente são de segunda a quinta, pra poderem tocar ai sexta e sábado. Isso acontece pois o público de São Paulo é maior, mas enfim, o importante é que tive que disponibilizar minha quinta-feira a noite pra ir num show um tanto quanto longe da minha casa, e a aproximadamente 10 horas de uma prova de física importantíssima. Valeu a pena inteiramente.

O primeiro dos percalços não foi nem a data, e sim o preço. R$120 é um preço consideravelmente salgado pro meu salário universitário. Aperta daqui, aperta dali, roda-se um pouco a bolsa pelas esquinas e eis que consigo o dinheiro. Convenci a mim mesmo que o Rock dá mais futuro do que a física e lá fui eu.

Antes de entrar no carro resolvi comprar amendoim, daqueles que vem num canudinho de papel branco, comprei dois, comi um e segui contente até a Barra da Tijuca, "Claro Hall here we go". Chego lá em cima da hora do show, e encontro vários amigos na fila, escolho o que está mais próximo da entrada e puxo papo. Cinco minutos depois já estava eu sendo revistado para entrar. Até ai tudo ia bem, o segurança me revistou melhor do que qualquer namorada que já tive, segui minha jornada rumo ao meu encontro com Coverdale. Eis que de repente, cai da minha mochila guerreira meu amendoim, digo guerreira pois ela tinha dois buracos de bala embaixo, a violência por aqui, assim como por ai, não está fácil.

Sem perceber a queda do meu amendoim, continuo seguindo o fluxo crescente, até que ouço uma voz sutil gritando: Pega esse, segura, segura - E não demorei pra perceber que "esse" se referia a mim. O seguraça, um rapaz simpático com o quintuplo do meu tamanho, com uma mão segurava minha gola, com a outra o meu pacote de amendoim. Tivemos o seguinte diálogo:

- Que é isso?

- Amendoim, moço!

- Ah é? Então abre!

- Pois não - Abri meu pacote de amendoim contra minha vontade, provando que realmente era um pacote de amendoim e que eu não havia escondido armas de destruição em massa nele.

- Se isso é amendoim, então come!

- Certo - Comi - Quer um pouco?

Ao ver minha naturalidade pra degustar o amendoim, o segurança se convenceu de que era amendoim, e me deixou passar, só me disse pra eu não entrar comendo "senão sujava pro lado dele". Seja feita vossa vontade, segui em frente.

Passei cumprimentando educadamente todos os milhares que eu conhecia, pedindo licença e chegando a uma fileira perto o suficiente da grade para enxergar o quanto o Coverdale está mais novo que eu. Parei com o pé na faixa amarela (ponta do degrau), lugar mais perfeito impossível, eu Coverdale e Halford no mesmo lugar, isso sim era chocante!

Minutos angustiantes se passaram com as pessoas rindo das mensagens de texto enviadas ao telão, e as luzes se apagaram, torci para não ser um sonho em que eu acorde a qualquer momento; não era. Entra no palco Whitesnake, tocando seus maiores sucessos, num show pouco produzido porém muito bem feito. Cantei todas as músicas, perdi as estribeiras, e a voz, foi uma festa, pena que pro meu gosto durou pouco =(

Quando acabou o show do Whitesnake eu sentia que não conseguia mexer um músculo do pescoço pra baixo, mas espera, ainda falta Judas!! Assisti ansiosamente o pessoal montando o palco de dois andares que serviria pros devaneios do Rob. Enquanto isso eu só pensava que mesmo com o guitarrista tendo errado uma frase boba, e o baterista tendo tocado o mesmo solo que no Rock in Rio (com as mãos), tinha sido o melhor show da minha vida. Eis que de repente as luzes se apagam de novo e um Electric Eye gigantesco de cima do palco começa a vasculhar a platéia, que vai ao delírio. Padre Judas entra no recinto, começa a música, mas opa! Cade o Rob? Não é que a figura entra no palco pelo Electric Eye e canta a primeira música imóvel! O show seguia-se assim, ele sumia e aparecia nos lugares mais insólitos, e quando aparecia começava a rodar de um lado para o outro olhando para o chão. Se ele não fosse da era triássica eu diria que ele estava lendo as letras. Tirando isso o show também foi muito bom, só lamento não ter absorvido mais, devido ao cansaço do show anterior. Rob trocou de sobretudo uma vez por música, e fechou com Painkiller, o Claro Hall virou uma imensa "rodona" onde os mais céticos acabaram entrando também. E quando todos pensaram que acabou, tudo apagado, Judas is backing, e dessa vez de Harley! O auge!

Sai de lá feliz por ser um dos felizardos que assistiu a esse show, triste por ter prova de física dentro de quatro horas, e com sono pois eram 3 da manha.

No dia seguinte, completamente rouco, e com sono fiz metade das questões propostas, mas não me preocupei, o professor que corrigiria me confessou que tem um poster do Axl de shortinho no armário, e que em 85 tacou uma cueca no Whitesnake!

Comente


LM
Show de bola!!

Melhor visualizado com Mozilla Firefox > 1.0 ou I.E > 6.0 em 800x600.
RockInSampa.com.br - Todos os direitos reservados. A RockInSampa é uma publicação da Editora e Produtora Virtual.