São Paulo, 19 de Março de 2019.

"Dinheiro é uma coisa muito útil de se ter. Na verdade, quanto mais você ganha, menos parece que você toca." (Charlie Watts, Rolling Stones)
lll Agenda de Shows
lll Agenda de Shows Cover
lll Álbum de Fotos
lll Baladas Rock 'n Roll
lll Banda da Semana
lll Bandas
lll Bandas Independentes
lll Casas de Shows
lll Colaboradores
lll Colunas & Artigos
lll Direto da Redação
lll Discografia
lll Entrevistas
lll Fale Conosco
lll Lançamentos
lll Letras de músicas
lll Livros
lll MEU ROCK IN SAMPA
lll Meus Dados
lll Promoções
lll Rádios Rock de SP
lll Reviews CD's
lll Reviews Shows




ASSINE ROCK IN SAMPA




lll Login..............

Email:

Senha:



Ache e compre seu CD aqui:



:: Colunas & Artigos

Reaprendendo a cartilha do Punk-Pop, por Eduardo Moura


Os leitores que acharam esse título bom demais para ser de minha autoria, ou que acharam já terem lido essa frase em algum lugar antes, estão cert...errados. Hoje, no Segundo Caderno (redundantemente um "caderno" do jornal O Globo"), o título da reportagem da última folha, que ficava debaixo da coluna de Arthur Dapieve (tradicional das sextas-feiras), era "Reaprendendo a cartilha do Punk-Rock".
Minha adaptação do título, deve-se ao conteúdo da reportagem, era sobre o Capital Inicial. A banda de POP (segundo o Globo, rock), regravou sucessos da antiga banda de Punk de Renato Russo, Aborto Elétrico. Até ai, nada de errado.
Ainda não averiguei o conteúdo do albúm "punk" do, repito, Capital Inicial, não tenho como ratificar a "punkcidade" do trabalho, mas acho que algumas ressalvas me cabem.
A primeira de todas, com relação ao Ives (guitarrista), reportagem dizia: "Ele teve que passar por uma lavagem cerebral (...) ele não tinha idéia do que era punk rock (...) gravei um cd com 30 músicas pra ele de bandas como Ramones e Buzzcocks, que ele ouviu sem parar durante as gravações" - Ives? Aquele que tocava numa banda de Heavy Metal, Viper? Aquela banda do André Mattos? André Mattos? Aquele que faz metal (Shaaman) porque gosta, pois pode ser maestro por formação acadêmica? Sim, acho que é ele mesmo. O pobre rapaz ainda não tinha seu cérebro completamente "lavado" pelas músicas do Capital, teria que se lavar mais ainda com Ramones, e que não conhecia o Punk-Rock, coisa que os outros integrantes da banda de POP Capital Inicial conhecem muito bem...
A segunda intervenção, e penúltima, para o alívio de vocês é com relação ao baterista. Não é que o desgraçado faz uma das coisas mais nojentas do mundo, que é a bateria do POP e não consegue tocar a bateria PUNK-POP do Aborto Elétrico 2, a Revanche, tendo que repetir 60 vezes a mesma música, até ficar completamente suado e com o nariz sangrando, segundo ressalva do vocalista.
Finalmente, queria dizer que mesmo com o textículo acima, eu estou curioso para ouvir esse álbum, não é todo dia que temos um pop-metal-punk-guitar-player. As letras do extinto Aborto, essas eu asseguro, são boas. O problema da extinta era o vocalista. Renato Russo. Anteriormente ressaltei que embora excelente compositor, deveria fazer suas letras para o Paralamas do Sucesso (banda desde sempre muito boa em todos os sentidos), afinal, o talento vocal de Renato é quase o mesmo de Johnny Ramone com uma guitarra na mão.
ps: Ives!!!! Volta pro Viper meu filho!

Comente

Melhor visualizado com Mozilla Firefox > 1.0 ou I.E > 6.0 em 800x600.
RockInSampa.com.br - Todos os direitos reservados. A RockInSampa é uma publicação da Editora e Produtora Virtual.